Wednesday, April 16, 2014

sobre sentir saudade do que nunca se teve

se a vida que eu tinha planejado pra gente tivesse acontecido, hoje eu chegaria do trabalho e te encontraria cochilando no sofá com um livro de economia brasileira no meio dos braços. eu te daria um beijo na testa, outros dois em cada bochecha e um em cada olho até você despertar com preguiça. depois diria pra você continuar ali e pegaria o nosso cobertor azul pra me enterrar no meio dele contigo. a gente ficaria por umas duas horas assim, só conversando, com a TV no mudo, até que você levantaria pra ferver a água do chá. eu tomaria um banho fervendo e te encontraria já na mesa, lendo o mesmo livro, comendo uma torrada quente e ouvindo um disco do simon & garfunkel. você abriria aquele sorriso de canto de boca ao me ver de pijama e puxaria a cadeira pra eu sentar ao teu lado, mas desistiria no meio da ideia dizendo ‘vamos comer na cama? eu deixo você ficar com meu travesseiro’.  

(Source: muitomeu)

Tuesday, April 15, 2014

sobre o passar do tempo.

Monday, April 14, 2014

i will wait and take a turn
sort it out, let it burn.

deixar ir embora.

Friday, April 11, 2014

you’re like a party somebody threw me

your love will be safe with me.

(Source: schwulchen)

Thursday, April 10, 2014

keeping things clean doesn’t change anything.

quem espera, ainda que de má vontade, acaba querendo esgotar ao máximo suas possibilidades, ou esperar vicia javier marías, em coração tão branco, e a síntese da minha vida (via camila-regis)